Verniz e Stain: qual a diferença?

Criado em agosto 20, 2019 . Categoria: Stain | Verniz

Verniz da GoldenCor Tintas, com um pincel sujo de verniz

A madeira é um material indispensável a qualquer construção. Seja nos móveis, seja na edificação de estruturas, ela garante à obra resistência por anos a fio.

Mas para garantir maior durabilidade dos elementos de madeira, é preciso que sobre as peças seja aplicado verniz ou stain, cujas funções é a de proteger a madeira contra os desgastes do tempo, além de darem um acabamento especial nas peças.

Você sabe qual desses materiais usar na sua obra? No post de hoje, mostraremos a você as diferenças e semelhanças entre esses produtos e suas principais indicações de uso.

Acompanhe!

 

Semelhanças e diferenças entre verniz e stain

Basicamente, o verniz e o stain compartilham de uma mesma característica: ambos servem para o acabamento de superfícies de madeira. Porém, embora a funcionalidade seja a mesma, os conceitos entre um e outro são diferentes.

O verniz fornece um acabamento conhecido como “poro fechado”, porque cria uma densa película de proteção, capaz de esconder os veios da madeira. Já o stain permite um acabamento do tipo “poro aberto”, pois mesmo penetrando as fibras da madeira, mantém a sua textura original, acompanhando os relevos naturais da peça, sem formar descascamentos.

A seguir, veja mais detalhes sobre as características do verniz e do stain e suas indicações de uso.

 

  1. Verniz

A principal característica do verniz é a sua textura acetinada e brilhante. O produto confere à madeira uma película de filme que cria uma forte barreira de proteção contra agentes corrosivos, como sol, poeira, umidade etc.

Por isso, o verniz é um acabamento indicado tanto para estruturas internas, quanto externas. Comumente, ele é usado em móveis, portas e pisos.

No mercado, há basicamente quatro tipos de verniz:

Verniz marítimo: indicado para superfícies internas e externas em madeira (como decks, terraços e mobiliário), com alta proteção contra agentes corrosivos e com prolongamento da beleza natural da peça; pode ser usado em madeira nova ou repintura;

Verniz copal: recomenda-se o verniz do tipo copal para superfícies em madeira nova ou repintura de ambientes internos, como portas, corrimãos, balcões, móveis, forros, artesanatos etc.;

Verniz tingidor: verniz que fornece coloração à madeira, cujas cores mais comuns estão a mogno ou imbuia; o tingidor, que também pode ser usado em áreas internas e externas, realça os veios naturais da peça e a protege contra agentes desgastantes;

Verniz premium: este tipo de verniz possui qualidade superior aos demais, alto grau de penetração e maior capacidade de prevenção de rachaduras os trincamentos; oferece também maior proteção contra mofos, algas e fungos.

 

  1. Stain

O stain tem como principal característica preservar a madeira sem criar uma película densa, como o faz o verniz. A camada protetora que o stain cria é interna, enquanto a do verniz é externa.

O acabamento do stain é mais natural, praticamente invisível. O efeito é acetinado e a função é realçar os veios e as fibras da madeira. Por isso, embora o stain também seja usado nas áreas internas, ele é mais indicado para as externas, já que confere resistência de dentro para fora e forneça até mesmo função fungicida com registro no IBAMA, como algumas opções que há no mercado.

A proteção criada pelo stain se dá por impregnação, isto é, ela age impedindo que a água entre no material por hidrorrepelência. Por isso, o stain é bastante utilizado em decks de piscina, já que protege a madeira do sol e da água, tornando o piso menos escorregadio.

Uma vantagem do stain sobre o verniz é que ele não exige que a madeira seja lixada antes da aplicação ou replicação do produto. Apesar disso, o stain não pode ser aplicado por cima de uma tinta, apenas por cima dele mesmo e, com o passar do tempo, ele pode desbotar, exigindo uma reaplicação.

 

Conclusão

O uso do verniz ou o do stain dependerá da região a ser pintada. Como falamos, enquanto o verniz é indicado tanto para regiões internas como externas, somente o stain cria uma película de proteção interna, tornando-se, assim, a melhor opção para áreas expostas.

Em termos estéticos, o acabamento do verniz é mais denso e mais vistoso, com aspecto acetinado ou brilhoso; o stain é mais sutil, cria uma fina camada que também confere brilho e aspecto acetinado à superfície.


GoldenCor Tintas

Tags: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *